A Diretoria de Inovação Educacional (DIRIN) do Centro Universitário Inta (UNINTA) criou o primeiro estágio a distância do Nordeste, dando aos alunos a oportunidade de aprender e trabalhar remotamente. Isso se tornou viável com o desenvolvimento de uma plataforma virtual, onde são registradas todas as atividades diárias dos estagiários.

“A ideia da plataforma começou a ser desenvolvida antes da pandemia. Era um projeto já do início do segundo semestre do ano de 2019.2, mas acabou se ajustando pela necessidade de oportunizar as melhores condições de distanciamento social, problemas associados à saúde dos estudantes e dos profissionais que estão trabalhando na empresa”, informa o diretor João José Saraiva da Fonseca (DIRIN).

A plataforma Portal Estágio começou a funcionar no início de setembro e atualmente conta com cinco estagiários, um do UNINTA e quatro da Faculdade IEducare de Tianguá (FIED). Quatro supervisores da DIRIN orientam os alunos dos cursos de Jornalismo, Sistema de Informação e Gestão em Tecnologia da Informação. O técnico em informática e criador da ferramenta, Maycon Douglas Sousa, explica que “a plataforma serve para fazer os acompanhamentos dos projetos e das tarefas a serem realizadas, fazer anotações e mandar evidências das atividades, se necessário. Assim, facilita o acompanhamento do estagiário pelo supervisor, com a comprovação de que ele está realizando suas tarefas, cumprindo o horário de estágio e comparecendo às reuniões diárias”.

A Gestora de Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Isabelle Carlos Barbosa é responsável pelo acompanhamento dos estagiários da FIED e trabalha com duas alunas do curso de Sistemas de Informação. “Começamos com momentos de formações entre a equipe, e gradualmente elas foram desempenhando as atividades do nosso cotidiano, estão aprendendo e nos ensinando muito”.

O aluno do curso de Sistemas de Informação, Igor de Melo Mesquita, diz como a plataforma auxilia nas atividades do estágio remoto. “Ela permite controle sobre o fluxo geral do estágio, facilita bastante na hora de desenvolver projetos e aplicar o que foi repassado durante as aulas. As informações sobre o que deve ser feito ficam disponíveis, para que o estagiário saiba o que exatamente deve ser feito”. Ao final, o relatório que deve ser apresentado à gestão de estágio de cada instituição está praticamente pronto, com todas as tarefas registradas na plataforma.

“O diferencial do estágio remoto consiste em proporcionar aos discentes conhecimentos práticos relacionados à futura profissão, que exercerá por meio das tecnologias digitais disponíveis. Essa realidade proporciona para a instituição a sua inserção no contexto atual do ensino, ao realizar o acompanhamento das tendências educacionais oriundas dos avanços da tecnologia”, garante a Profa. Ma. Lourdes Claudênia Aguiar, diretora de Gestão de Estágio do UNINTA.
O estágio remoto, no Brasil, foi autorizado pelo Ministério da Educação, através da Portaria n° 544, de 16/06/2020, que tem validade até 31/12/2020.