A primeira Semana de Economia promovida pelo UNINTA EaD foi um sucesso. Durante o evento, os participantes assistiram a palestras e participaram de debates sobre temas importantes da área e de uso no dia a dia. Aplicações financeiras, investimentos, inflação, gestão financeira, endividamento das famílias e educação financeira foram alguns dos temas abordados durante o encontro. Todo conteúdo segue disponível no YouTube do UNINTA.

Para a coordenadora do curso e Pró-Reitora Administrativa do UNINTA, Prof. Me. Ingrid Soraya de Oliveira Sá, momentos como esse são enriquecedores para todos. “A troca de conhecimento entre os participantes contribui para o desenvolvimento pessoal e profissional, pois envolve oportunidades reais de aprendizado e conhecimento”. A Profa. Me. Josiane Mendes, Diretora Pedagógica de Educação a Distância também esteve presente.

A palestrante da primeira noite do evento, a Prof. Dra. Kilvia Mesquita, começou sua fala agradecendo a oportunidade de participar. “Gosto muito de participar de eventos, como convidada, porque tenho a oportunidade de mostrar como a economia é um poço de conhecimento inesgotável, de curiosidade e que faz tanta diferença nas nossas vidas”.

Com um tema delicado, “Endividamento das Famílias”, Mesquita enfatizou durante sua palestra o papel do economista. “Precisamos estar atentos ao nosso papel social. Somos invadidos por uma carga matemática pesada, mas a Economia é uma ciência social aplicada e ele vem antes, para nos lembrar que gente importa. O nosso trabalho afeta diretamente a vida da sociedade. Nunca se esqueçam disso”.

Aplicações financeiras, investimentos, gestão e educação financeira foram alguns dos temas debatidos por especialistas importantes na mesa redonda formada por especialistas de diferentes áreas, o gestor de Processos Gerenciais, José Airton Franca, o Prof. Esp. Luiz Fernando Rodrigues Costa e o Prof. Esp. Felipe de Sousa Bastos.

“Parabenizo, também em nome dos meus colegas de mesa, a participação de todos vocês. São nessas atividades extracurriculares que os alunos conseguem vislumbrar uma área que mais agrada, que temos mais aptidão. Digo isso com propriedade, foi em encontros assim que decidi que área seguir”, comentou Luiz Fernando Rodrigues Costa.

Com uma história de estudo longe sua cidade de origem, o Prof. Esp. Felipe de Sousa deixou uma inspiração para os acadêmicos. “A minha formação foi de idas e vindas e com muita vontade. Não desistir foi a melhor coisa que fiz. Finalizem seus cursos, é com o conhecimento que a vida melhora”.

Formado em Administração, o debatedor José Airton sentiu o interesse pela Economia logo nas primeiras disciplinas vistas. “Iniciei falando que sou administrador para dizer que o mercado financeiro é democrátrico e com muitas oportunidades, por isso, reforço o que meus colegas disseram: o campo é amplo e vale a pena se aprofundar”.

No terceiro e último dia de evento, a participação da Profa. Me Priscila Porto, apresentando os trabalhos acadêmicos dos alunos mostrou a importância da perseverança.

“Tenho orgulho de apresentar trabalhos de dois alunos, que não desistiram, apesar das dificuldades. A educação nos dá possibilidades de melhorias de vida. Eu tenho muito orgulho deles, que venceram tantas adversidades para conquistar um sonho”.

A noite também teve a esperança na palestra do Prof. Me. Wandeberg Rodrigues, com uma análise otimista sobre o futuro do País apesar dos impactos causados pela pandemia e guerras. “Teremos melhoras, podemos ser otimistas. Já estamos sentindo isso no bolso, com aumento da comida na mesa e baixa dos combustíveis”.

Todos os participantes receberam certificados de participação.